Blog

COMO ESCOLHER O EQUIPAMENTO CERTO DE AR CONDICIONADO PARA MINHA CASA? 14 nov. * Sem categoria

COMO ESCOLHER O EQUIPAMENTO CERTO DE AR CONDICIONADO PARA MINHA CASA?

Ar Condicionado

Na cidade, na praia ou no campo, o uso dos equipamentos de ar condicionado tem se tornado cada vez mais comum e acessível. Porém existem muitas  opções de fabricantes, tecnologias, capacidades e modelos. Como saber qual o equipamento adequado para cada cômodo da minha residência?

Para descomplicar um pouco o seu trabalho, falaremos resumidamente de cada um destes tópicos a seguir:

Fabricante

Certamente um dos fatores primordiais que nos levam a escolher um equipamento de ar condicionado é o fabricante. Seja ele de confiança, similaridade a outros eletrodomésticos da casa ou mesmo por recomendação. A escolha do fabricante  pesará muito na balança no momento da compra. Um importante fator neste momento é ficar de olhos abertos para a etiqueta do Inmetro. Melhor optar por equipamentos com a classificação “A” do selo PROCEL de consumo de energia.

Tecnologia

Equipamento “Inverter” ou “convencional”? Qual a melhor escolha? Qual o melhor custo-benefício? Há muitas dúvidas quando se escuta falar sobre a tecnologia “Inverter”. Um equipamento que possui esta tecnologia sem dúvidas será um equipamento mais econômico (em torno de 30% em relação ao convencional). Pois modulará a velocidade de trabalho do compressor em função da demanda de temperatura do ambiente interno. Mas fique atento, quando a diferença de preço for muito grande e se o uso do equipamento for esporádico e por poucas horas. Talvez  valerá a pena escolher um equipamento convencional (não-inverter). Alguns fabricantes japoneses, tais como Fujitsu e Daikin, não comercializam mais equipamentos convencionais, somente com tecnologia Inverter e com gás ecológico. Vale lembrar que a tecnologia Inverter não tem relação com o tipo de ciclo ou o ruído produzido pelo equipamento. Pode ser quente/frio, ou até mesmo Inverter e ter somente o ciclo frio.

Capacidade

É muito comum ouvir que a seleção de um equipamento maior poderá trazer uma redução no consumo de energia. Pois “trabalhará” menos em relação a um equipamento de menor capacidade. Isto é um mito! O super-dimensionado trará mais prejuízos à instalação. O equipamento  irá ligar e desligar com maior frequência e demandará um consumo maior de energia. E por fim você terá que desembolsar um valor maior de compra e também de instalação em função da maior dimensão da linha frigorígena. Fique tranquilo se seu equipamento trabalhar sem parar por uma noite inteira, ele não irá “forçar” nem super-aquecer, pois foi projetado para esta finalidade. A dica neste caso é selecionar o equipamento com a capacidade adequada para cada cômodo da casa.

Modelo

Há muitos modelos disponíveis no mercado para escolhermos: Hi Wall (montado em parede), Piso-Teto (montado no teto), Cassette 4 vias, Cassette 1 via e até mesmo equipamentos centrais instalados acima do forro com grelhas e difusores. Um equipamento escolhido de forma errada poderá trazer grande desconforto ao ambiente, seja uma bela Sala de Estar, Living, Suíte ou Home Theater. Entre tantas opções, a dica neste caso é consultar um arquiteto que irá selecionar o melhor modelo para cada ambiente da casa.  Pois além de proporcionar o conforto térmico ideal, irá também harmonizar com os demais mobiliários e eletrodomésticos de cada ambiente.

Este post foi feito em parceria com a REIS & SGOBBI ENGENHERIA , parceira da Conseil Arquitetura nos projetos

Fique por dentro das novidades assinando a NEWSLETTER da Conseil Arquitetura


Desenvolvido por Unius